Secretário de Saúde relata atual situação de Matinhos no combate ao coronavírus

por Luiza Rampelotti
17/03/2020 15:49 (Última atualização: 17/03/2020)

Secretário de Saúde é o terceiro da esquerda para a direita

Até a segunda-feira (16), dois casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) estavam em investigação no Litoral. Ambos os pacientes são de Matinhos e, um deles, foi transferido e encontra-se internado no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá.

Nesta terça-feira (17), o Secretário Municipal de Saúde, Claudir Lourenço, informou à TVCi sobre a situação no município. De acordo com ele, um paciente com sintomas suspeitos para a doença deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na manhã de ontem e encontra-se em quarentena, sendo monitorado pela equipe de epidemiologia. “Estamos aguardando o resultado dos exames dos dois pacientes sair. Estes testes estão sendo realizados pelo laboratório de referência do Estado, o LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná)”, diz.

O secretário informa que para ser considerado suspeito, o paciente com sintomas deve ter realizado, recentemente, viagem ao exterior, para países em surto ou estados com casos confirmados, ou, ainda, ter tido contato com pessoas que contraíram o vírus. “Se o paciente tiver sintomas, ele deve buscar o setor mais próximo e a partir daí a ficha de notificação será feita. A investigação demonstra por onde o paciente passou e se teve contato com contaminados. Então é que se decide por realizar a análise no LACEN”, explica.

Gripe comum x Coronavírus

Claudir aconselha à população a não criar pânico, pois, neste momento, o litoral tem a tendência de sofrer quedas na temperatura, o que facilita a contaminação pelo vírus da gripe comum. “Tem que tomar cuidado nesse sentido, pois o paciente pode estar com uma simples gripe e sobrecarregar as Unidades de Saúde devido à preocupação com o coronavírus. Os pacientes de risco, que são os idosos, têm que ter um cuidado diferenciado. Aqueles que não estão na faixa de risco devem fazer a quarentena”, comenta.

Segundo ele, a hora de procurar a UPA é quando os sintomas se tornam mais graves. “Se eu tive contato com alguém que foi confirmado com o Covid-19, mas não estou no grupo de risco e meu sintoma é leve, a orientação é realizar a quarentena. O momento ideal de ir a UPA é se estiver com falta de ar ou sintomas mais acentuados, até para não sobrecarregar a estrutura e evitar outros tipos de contaminação. Se não tiver esses sintomas, as pessoas têm que se conscientizar que a melhor forma de combate é o isolamento”, afirma.

Fake news

Ele comentou ainda sobre as fake news que foram divulgadas na tarde de segunda-feira. “Ontem foi um dia difícil, infelizmente, alguns meios de comunicação propagaram notícias falsas, o que deixou nossa comunidade apreensiva”. Destacou, também, a importância de a comunidade perceber que as informações confiáveis são repassadas pelo Ministério da Saúde, Secretarias Estaduais e Secretarias Municipais.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Além disto, Lourenço revelou que na tarde desta terça-feira, às 16h, todos os secretários municipais e dirigentes dos departamentos da secretaria de saúde se reunirão para decidir qual será a unidade de referência para o atendimento aos pacientes com sintomas do vírus. “Ainda hoje publicaremos essa informação, alertando de que forma atuaremos e qual será a unidade de referência para qual, os pacientes com sintomas possam ir diretamente a este local, que já estará preparado para atendê-los”, informa.

Para ele, o Estado está adiantado nas medidas de combate ao Covid-19. “Estamos dando um passo à frente nesse contexto, haja vista que o decreto do governador Ratinho Junior, publicado ontem, nos deu subsídios administrativos para a compra de insumos, por exemplo, que sabemos que é uma dificuldade que teremos daí para frente”, diz.

Ele ainda afirma que o envolvimento das três esferas de poder, os Governos Federal, Estadual e Municipal, na atuação contra o vírus é o que irá dar força à comunidade. “A população precisa entender que juntos é possível não disseminar esse vírus, e a orientação é o principal passo nesse momento”.

Rede Municipal: UBS e UPA

Claudir Lourenço pede para que a população matinhense continue confiando no governo municipal. “Toda a nossa rede municipal de saúde é bem estruturada”, diz. De acordo com ele, atualmente a cidade conta com oito Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas quais as equipes continuarão atendendo aos casos suspeitos, além disto, existe a UPA Praia Grande, que está equipada para o atendimento às necessidades mais urgentes. “Na manhã de hoje (17), já foi dispensado recursos para comprar ou local mais resfriador, que é uma das necessidades nesse momento na UPA”, informa.

Ele orientou aos moradores a buscarem atendimento médico somente se tiverem os sintomas ou se for realmente necessário. “Evitem ir até esses locais por situações cotidianas, para evitar outros tipos de contágios. Juntos venceremos esse momento”, conclui.