Capitania dos Portos do Paraná intensifica ações no Carnaval


Por Redação JB Litoral Publicado 19/02/2015 às 13h00 Atualizado 14/02/2024 às 06h07

Um total de 536 embarcações inspecionadas e 40 notificações emitidas. Esse foi o saldo do trabalho das equipes da Capitania dos Portos do Paraná (CPPR), durante o Carnaval, entre os dias 13 e 18 de fevereiro. Na ação, os militares fiscalizaram lanchas de esporte e recreio, barcos de transporte de passageiros e motoaquáticas. A Capitania tem a intenção de reprimir possíveis irregularidades cometidas por condutores, como falta de habilitação e de documentos da embarcação, e a navegação sob o efeito de álcool.

As ações da Marinha durante o Carnaval fazem parte da Operação Verão, realizada desde dezembro de 2014. Entre as principais infrações cometidas estão: trafegar com a embarcação sem ser habilitado; falta de equipamentos de segurança (coletes e boias, por exemplo); não portar o documento de habilitação; deixar de inscrever ou de registrar a embarcação e não portar o documento de registro ou de inscrição da embarcação.

Trabalhamos, principalmente, com a prevenção e a orientação para coibir práticas que possam resultar em acidentes que envolvam embarcações, colocando em risco a navegação e a vida dos próprios condutores destas embarcações e a dos banhistas. Nossa atuação estende-se durante o ano todo, mas amplia-se no período de verão em virtude do maior número de embarcações na água”, declarou o Capitão dos Portos do Paraná, Capitão-de-Mar-e-Guerra Renato Pericin Rodrigues da Silva.

 

A CPPR possui, atualmente, mais de 23,3 mil Amadores, distribuídos entre as categorias de Arrais Amador, Mestre Amador, Capitão Amador, Motonauta e Veleiro. No total, são 25,7 mil embarcações cadastradas, entre elas, lanchas de esporte e recreio, para transporte de passageiros, pesca comercial e motoaquáticas. Alerta-se que, após adquirir uma embarcação (nova ou usada), o proprietário deverá regularizá-la em, no máximo 15 dias, sob pena de multa pelo não cumprimento.

O Comandante Pericin destacou a importância do uso do colete salva-vidas e disse contar com a população para denúncias. “Contamos com comunidade para que denuncie práticas abusivas e eventuais irregularidades pelo telefone (41) 3422 3033, que funciona 24 horas”, disse o Capitão dos Portos.

Confira, abaixo, os 10 Mandamentos de Segurança no Mar:

1. Faça uma manutenção correta de sua embarcação;
2. Tenha a bordo todo o material de salvatagem prescrito pela Capitania;
3. Respeite a lotação da embarcação e tenha a bordo coletes salva-vidas para todos os tripulantes;
4. Mantenha os extintores de incêndio em bom estado e dentro da validade;
5. Ao sair, informe seu plano de navegação ao seu iate clube, marina ou condomínio;
6. Conduza sua embarcação com prudência e em velocidade compatível para evitar acidentes;
7. Se beber, passe o timão a alguém habilitado;
8. Mantenha distância das praias e dos banhistas;
9. Respeite a vida, seja solidário, preste socorro; e
10. Não polua o mar.

 

Notícias

Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes inaugura serviço de puericultura para bebês em Matinhos


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…