Prefeitura não fechará UBS do Portinho e pretende regularizar mais quatro


Por Redação JB Litoral Publicado 01/01/2015 às 14h00 Atualizado 14/02/2024 às 05h00

Rumores a respeito da intenção da prefeitura em fechar a Unidade Básica de Saúde (UBS), localizada na sede comunitária da Associação de Moradores da Graciosa de Cima, Graciosa de Baixo e Portinho, levaram o presidente Olgair Fernandes a denunciar esta possibilidade para o JB. Procurada pela reportagem, a prefeitura de Antonina garantiu que a informação não procede e que está providenciando a regularização de mais quatro UBS, junto ao Ministério da Saúde. De acordo com a Secretária de Comunicação, Cibele Fontanela, a intenção da prefeitura é que o município receba as verbas destinadas à Estratégia da Saúde da Família (ESF). “Ressaltamos que o diretor de Atenção Básica tem percorrido os postos de saúde para efetuar levantamento das necessidades de equipamentos e reformas, objetivando a melhoria no atendimento à população”, informou a secretária.

Sobre o não atendimento de 34 pessoas por falta da equipe médica que está sem transporte para ir até a UBS, a prefeitura defende que não aconteceram cancelamentos de atendimentos por falta de transporte de médicos. Segundo a secretária, o que ocorreu foi a quebra do microônibus da saúde que transporta pacientes com consultas agendadas em Curitiba, ocasionando assim o cancelamento das consultas. Entretanto, o veículo já foi consertado e está atendendo normalmente. “Para prevenção de problemas futuros, estamos acertando a locação de microônibus da empresa Viação Pilar, para substituir nosso veículo em caso de quebra. Está em análise também, a compra de um microônibus novo para o ano de 2015”, orienta Fontanela.

A respeito da falta de dentistas na UBS, a prefeitura agradece aos profissionais que prestam serviço voluntário à população, mas esclarece que dois postos de saúde atendem com profissionais contratados e cadastrados no programa NASF, que são o Posto Central, com o Dr. Orlete e o posto do Barigui com o Dr. Claudio. “Estamos providenciando Processo Seletivo Simplificado para contratação de mais 02 dentistas para equipar os postos de saúde da Ponta de Pita e Zona Rural”, informa a secretária.

Farmácias não aceitam receita dos cubanos

Sobre a ausência de pessoal gabaritado na farmácia na UBS para fornecer medicamentos, a prefeitura defende que não há falta de equipe médica e o fornecimento de medicamentos na UBS não é interrompido por isso. Segundo a titular da pasta, o que está ocorrendo é que as farmácias não estão vendendo medicamentos controlados (receita azul) e psicotrópicos assinados por médicos cubanos, o que é ilegal. “Já estamos providenciando comunicado às farmácias, para que sejam aceitas as receitas emitidas pelos médicos do Programa Mais Médicos. Falta somente o recebimento da legislação por parte da coordenação em Brasília”, disse Cibele.

A respeito do transporte da equipe médica, a prefeitura esclarece que a Secretaria de Saúde providencia diariamente o transporte dos mesmos para os postos, embora esta prerrogativa não seja de obrigação da prefeitura, uma vez que os médicos do programa mais médicos, além do salário pago pelo Governo Federal, recebem uma ajuda de custo da Secretaria de Saúde de R$ 2.000,00 cada um, para cobrir despesas com moradia, alimentação e transporte.
A secretária finaliza os esclarecimentos informando que no caso dos dentistas, haverá a abertura de concurso público para contratação de profissionais e que o fornecimento de remédios está normalizado, visto que já recebemos os medicamentos adquiridos junto ao consórcio de medicamentos do Estado.

Notícias

Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes inaugura serviço de puericultura para bebês em Matinhos


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…