TCP implanta nova base de logística em Araucária


Por Redação JB Litoral Publicado 31/10/2014 às 18h00 Atualizado 14/02/2024 às 03h44

Subsidiária do TCP dedicada a serviços de integração da cadeia logística chega à cidade como alternativa para transporte de cargas que vem do Sul do Paraná

O TCP Log, subsidiária dedicada a serviços de integração da cadeia logística com transporte intermodal do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), implantou recentemente sua segunda base intermodal no Estado do Paraná.

Localizada na cidade de Araucária, a nova base tem como objetivo atender clientes do Sul do Paraná, em especial nos setores de cargas florestais e porcelanato, oferecendo serviços de armazenagem, estufagem, estrutura para carregamento e descarregamento de contêineres, pátio para contêineres e transporte desde e até o Porto de Paranaguá.

A implantação do TCP Log na cidade de Araucária ocorre em parceria com o Van Moer Group, empresa belga especializada em logística. O TCP é responsável pela gestão completa da operação, que, desde agosto, realiza o transporte rodoviário de madeira proveniente do sudoeste do Paraná. A operação por ferrovia realizada em parceria com a Brado Logistica, tem previsão de início até o final de 2014 e será outro atrativo para os clientes da região.

Segundo Juarez Mores e Silva, diretor-superintendente comercial do TCP, a abertura da base em Araucária é estratégica para o Terminal. A iniciativa expande para além dos limites do Porto de Paranaguá a atuação do TCP, que planeja novas bases em importantes regiões paranaenses.

“A implantação permite que o TCP atenda a região Sul e sudoeste do Paraná, tornando-se mais competitivo em relação a outros portos. Oferecemos infraestrutura e custos mais atraentes, com a mesma qualidade do serviço oferecido em Ponta Grossa, nossa primeira base, transferindo ganhos a toda a cadeia produtiva”, explica.

O executivo destaca ainda que um dos grandes diferenciais do TCP Log é contar com a única conexão direta entre o porto e a ferrovia nos estados do Parana e Santa Catarina, movimentando hoje mais de 6 mil contêineres/mês. “Nosso objetivo é operar acima de 9000 contêineres/mês por ferrovia em 2015 e incluir o segmento de porcelanato e a importação dentre os serviços oferecidos pelo TCP log.”

A criação de novas bases intermodais em sua região de influência (Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) faz parte do plano de ampliação e modernização TCP, iniciado em 2011. Com isso, o Terminal quer aumentar seu portfólio de serviços e prevê a implantação de uma nova base intermodal como foco em importação, em Curitiba, ainda neste ano.

Sobre o TCP

Segundo maior terminal de contêineres da América do Sul em movimentação de cargas, o TCP foi criado em 1998, quando se tornou concessionário do terminal de contêineres do Porto de Paranaguá, após vencer a licitação realizada pelo governo do Paraná.
Oferecendo serviços de alta qualidade e buscando continuamente excelência operacional, o TCP é atualmente um dos terminais de contêineres mais produtivo dos Brasil, possibilitando o menor tempo de permanência dos navios no porto.

Após receber um dos maiores pacotes de investimentos privados do setor portuário brasileiro nos últimos anos (R$ 365 milhões em três anos), o TCP atualmente tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs/ano, conta com 320 mil m²de área de armazenagem e oferece três berços de atracação, com extensão total de 879 metros.

O TCP tem como acionistas o fundo de private equity Advent International, a Pattac Empreendimentos e Participações S/A, TUC Participações Portuárias S/A, Soifer Participações Societárias Ltda., Grup Marítim TCB S.L. e Galigrain S.A.

Notícias

Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes inaugura serviço de puericultura para bebês em Matinhos


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…