TCP planeja ampliar market share no segmento de madeira em 2015


Por Redação JB Litoral Publicado 16/01/2015 às 15h21 Atualizado 14/02/2024 às 05h17

O TCP (Terminal de Contêineres de Paranaguá) atingiu uma marca inédita na operação de exportação de madeira no final de 2014: em apenas em um mês foram embarcadas 1.730 unidades de produtos (o recorde anterior era do mês de setembro do ano anterior, com 1.680 unidades).
“Desde 2013, alcançamos altos índices de desempenho mensalmente, com essa operação. Além disso, com a ampliação e modernização do TCP, facilitando o acesso direto dos exportadores ao porto, pudemos oferecer um serviço de logística ágil e uma equipe capacitada para realizar esse trabalho”, avalia Thomas Lima, gerente do TCP Log.
O terminal é o único do Sul do Brasil que faz a ligação direta da ferrovia com o porto, por meio da ação da sua área de logística integrada – o TCP Log, que conta com duas bases intermodais dedicadas à madeira no interior do Paraná (Araucária e Ponta Grossa).
O crescimento nos índices da operação por ferrovia em Ponta Grossa, realizada em parceria com a Brado Logística, aumentou consideravelmente a produtividade do Terminal e reduziu os custos do serviço.
Para os próximos anos, a meta é ampliar a capacidade de atendimento das bases no interior e oferecer a solução de logística integrada para um maior número de clientes do segmento da madeira. “Nosso objetivo é ampliar o market share do TCP neste segmento, oferecendo novas linhas marítimas e serviços com elevado nível de qualidade e baixo custo para os clientes”, explica o executivo.
A madeira embarcada pelo TCP é proveniente de cidades da sua região de influência (Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e tem como principais destinos Europa e Ásia.

Sobre o TCP

Segundo maior terminal de contêineres da América do Sul em movimentação de cargas, o TCP foi criado em 1998, quando se tornou concessionário do terminal de contêineres do Porto de Paranaguá, após vencer a licitação realizada pelo governo do Paraná.
Oferecendo serviços de alta qualidade e buscando continuamente excelência operacional, o TCP é atualmente um dos terminais de contêineres mais produtivo dos Brasil, possibilitando o menor tempo de permanência dos navios no porto.
Após receber um dos maiores pacotes de investimentos privados do setor portuário brasileiro nos últimos anos (R$ 365 milhões em três anos), o TCP atualmente tem capacidade para movimentar 1,5 milhão de TEUs/ano, conta com 320 mil m²de área de armazenagem e oferece três berços de atracação, com extensão total de 879 metros.
O TCP tem como acionistas o fundo de private equity Advent International, a Pattac Empreendimentos e Participações S/A, TUC Participações Portuárias S/A, Soifer Participações Societárias Ltda., Grup Marítim TCB S.L. e Galigrain S.A. Para mais informações sobre o TCP, visite www.tcp.com.br.

Notícias

Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes inaugura serviço de puericultura para bebês em Matinhos


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…