Candidata de Paranaguá é campeã em recursos: recebeu mais de R$ 230 mil do Partido

por Redação JB Litoral
23/09/2018 00:00 (Última atualização: 23/09/2018)

Candidata de Paranaguá é campeã em recursos: recebeu mais de R$ 230 mil do Partido 3
Daniele foi quem mais recebeu como candidata 

Seguindo na série de informações dos 25 candidatos de Paranaguá, para as eleições 2018, com o objetivo de auxiliar os eleitores a definir seu voto no dia 7 de outubro, o JB Litoral traz, hoje, a receita recebida por cada um deles, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ela é fruto das doações de campanha, que só podem ser realizadas pelas direções partidárias e pessoas físicas (particulares), depois que o financiamento privado se tornou proibido no país em 2015, durante a gestão da Presidente Dilma Rousseff (PT).

Em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubou a regra que estabelecia um limite mínimo de 5% e máximo de 15% do montante do Fundo Partidário para o financiamento de campanhas eleitorais de mulheres. Pela nova regra, os partidos deverão destinar, no mínimo, 30% dos recursos do fundo para as campanhas às candidaturas das mulheres, sem percentual máximo.

Com isto, as direções partidárias procuraram, este ano, trazer mais mulheres na busca de vagas tanto na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) como na Câmara Federal.

A reportagem fez um levantamento no intuito de saber a receita dos concorrentes locais já disponibilizadas no Portal do TSE, o DivulgaCand, e constatou que a Professa Daniele Ferreira (SD), a qual disputa uma vaga como deputada estadual, com o número 77.777, é a campeã de ganho até o momento. Ela recebeu R$ 233.020,00 da Direção Estadual/Distrital e está no topo da lista, entre os 25 candidatos para Assembleia e Câmara.

O valor é o oitavo maior, em relação aos 45 deputados estaduais que buscam um novo mandato, ou seja, ultrapassou as doações de 38 parlamentares, entre eles, Nelson Justus (DEM), Requião Filho (MBD), Mauro Moraes (PSD) e Artagão Junior (PSB).

A campeã de doação entre os atuais deputados é Maria Victoria (PP), filha da Governadora Cida Borghetti e do Deputado Federal Ricardo Barros (PP) com R$ 670 mil.

12 declararam zero de receita

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Seis candidatos a deputado estadual e seis para federal não declararam receita, apesar de estarem fazendo campanha. São eles: Drº José Antonio (MDB), Professor Bruno (Rede), os Vereadores Gilson Marcondes (PV) e Adilson Soares Zela, Tucano (PPL), Reilly Algodoal (Patriotas) e Rogério Credense (PSL) que buscam vaga na Alep. Assim como, o Vereador Adriano Ramos (PHS), Bianka Ribas (MDB), Emmanuel Lobo (PCO), Osni de Carvalho (PPL), André Pioli (PSC) e Rose Bernardes (Patriotas).

Além da primeira em doações, na sequência, declararam Alceuzinho Maron (PROS) que recebeu R$ 50 mil (R$ 30 mil Direção Nacional), Marcus Roque (PODEMOS) R$ 32.450,00, Fabiano Elias (PPS) R$ 25.800,00 (R$15 mil de Reinhold Stephanes Junior e R$ 10 mil da Direção Nacional), Jozaine Baka (PDT) R$18 mil (R$10 mil da Direção Nacional e R$ 4 mil de José Baka Filho), o Vereador Waldir Leite (PSC) R$10 mil de recursos próprios, Claudia Santos (PRB) R$ 9.200,00 da Direção Estadual/Distrital e Jefferson Eckelberg (PSOL) R$1.370,97 da Direção Estadual/Distrital.

No caso do Presidente da Câmara, Marquinhos Roque, entre os principais doadores estão dois assessores legislativos, Angel Rippel Salgado (R$ 8 mil) e Marcela Paula Henrique da Silva (R$ 5 mil), além do Secretário Municipal de Esportes, Darlan Janes Macedo Silva, com R$ 5 mil.
 

Candidata de Paranaguá é campeã em recursos: recebeu mais de R$ 230 mil do Partido 4
Maranhão foi o candidato a deputado federal que mais recebeu doações até o momento, R$ 27.800,00

Irmãos apoiam Maranhão com recursos

Dos cinco que disputam e que apresentaram receita ao TSE, o Vice-prefeito Arnaldo de Sá Maranhão Junior (PODEMOS) foi quem mais conseguiu, R$ 27.800,00. Ele conta com o apoio e suporte financeiro da família para a sua candidatura e obteve do vereador Luiz de Sa Maranhão Neto R$ 10 mil, o irmão caçula e secretário municipal, José Simplício Maranhão responsável pela Coordenação Geral da Unidade de Gerenciamento de Programa (UGP) doou a metade deste valor. O Professor Jozelito Rocha (PT) recebeu R$ 15 mil da Direção Nacional, o Professor Cabo Tomas (PV) R$ 10 mil da Direção Estadual/Distrital, Leslie Camargo (PRB) R$ 9.200,00 da Direção Nacional e Vinicius Prado (PSOL) R$ 3.214,52 da Direção Estadual/Distrital.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments