MORRETES – Prefeitura demora no repasse de recursos e deixa entidades “no vermelho”


Por Redação JB Litoral Publicado 03/12/2014 às 12h00 Atualizado 14/02/2024 às 04h18

Na primeira sessão legislativa deste mês, a vereadora Flávia Rebello Miranda (PT) trouxe ao plenário as respostas que recebeu do prefeito Hélder Teófilo dos Santos (PSDB) sobre os convênios das entidades que atuam em Morretes.

Segundo a legisladora, as respostas dadas pelo Executivo, através do secretário de administração, Luiz Targino Pessoa Júnior,foram esclarecedoras e, até mesmo “cômica”, que lhe causaram espanto e indignação.“De todas as associações contempladas com os convênios, segundo o secretário, duas já estariam recebendo os repasses e outras como por exemplo, a Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Morretes (Acomarem), encontram-se em estágio avançado. As leis relacionadas aos convênios foram aprovadas em abril deste ano e seis meses depois, com muita ousadia, o secretário deu uma resposta afirmando que há convênios em estágio avançado”, critica a vereadora, principalmente diante da demora do repasse dos convênios feitos entre as associações e prefeituras. Flávia Miranda questionou como e em que condições financeiras as entidades que não estão recebendo recursos estão sobrevivendo, uma vez que o auxílio do Executivo é essencial para a manutenção dessas associações.“Muitas das entidades estão mal das pernas, haja vista que contavam com o repasse de recursos para desenvolverem de forma digna seus trabalhos, porém, até o presente momento, não foram agraciadas com absolutamente nada. A resposta do secretário é no mínimo absurda, pois demonstra um grande desrespeito com essas Associações.

Além disso, existe uma grande burocracia para que uma entidade se enquadre às normas vigentes e possa ser agraciada com repasses”, observa à legisladora. Na resposta dada pelo secretário, a afirmação de que algumas entidades não entregaram a documentação com relação aos convênios até os últimos dias.

Ainda nesse sentido, Flávia questionou se alguma entidade desistiu do recebimento do convênio devido à demora. “Haja vista que as mesmas necessitam e anseiam pelos referidos repasses, sendo que algumas estão enfrentando diversas dificuldades. Gostaria de deixar o meu registro de indignação com relação a uma resposta absurda como esta dada pelo Poder Executivo, pois mostra que o pensamento não está voltado aos anseios da comunidade”, disparou a vereadora. “Em janeiro de 2015, esta Casa terá de reiniciar com as matérias destes mesmos convênios, e como se aproxima o final do ano, há entidades que mesmo com os convênios aprovados ficaram sem receber absolutamente nada no ano de 2014”, finaliza.

 

 

Notícias

Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes inaugura serviço de puericultura para bebês em Matinhos


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…


A Maternidade Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, inaugurou, na última sexta-feira (5), o serviço de consultas de Puericultura para…